terça-feira, 15 de novembro de 2016

DISTÂNCIA DAS FERIDAS DO POVO: FALTA DE FÉ?

Nós, religiosos e religiosas, em grande maioria, vivemos longe do contato com as feridas do povo. Abastados, seguros pelas fortalezas de nossas instituições, aprovamos e festejamos as propostas mais ousadas da Igreja, do Papa Francisco. Mas a maioria de nós, não conhece, não vê, não sente as feridas e as dores do povo a quem somos enviados pela nossa Consagração. Diz o Cardeal Tagle: “todos aqueles que fecham os olhos às feridas do mundo, não tem direito de dizer ´meu Senhor e meu Deus´”. Aí reside a nossa crise, a crise da Igreja, do cristianismo: o distanciamento entre a atitude de misericórdia e o compromisso missionário que assumimos. Falta-nos consagrados(as) que sonhem e se ocupem menos com as estruturas e a atuação nos altares e desejem mais a solidariedade com o povo ferido. Falta-nos fé?

DEUS E OS ACUMULADORES DE BENS

É cômodo e lucrativo, é interessante e propício para quem é mal não acreditar em Deus. Porque Deus é solidariedade, partilha, comunhão, sensibilidade, misericórdia. Quem não acredita em Deus vai buscar o lucro, a vitória sem pensar em ética, pela guerra, a corrupção e o roubo legalizado. Um milionário tem mesmo direito de manter em seu poder tantas riquezas? Pela lei ele tem esse direito, mas em nome de Deus é um pecado gravíssimo porque está em suas mãos o fruto da escravidão legalizada de milhares de trabalhadores. Acreditar no Deus de Jesus Cristo é sentir o outro como parte de si mesmo e partilhar o que se tem. Consequentemente, vai “perder” (porque deve partilhar). Para quem é mal e colocou os bens materiais no lugar de Deus é melhor afastar-se dessa fé, para que não pare de crescer sua fortuna, afinal, esse Deus é perigoso para os ricos, pois Ele “derruba os poderosos de seus tronos e eleva os humildes”. 

POLÍTICA HOJE: DIREITA E ESQUERDA

“Os filhos das Trevas são mais espertos do que os filhos da Luz” (Lc 16,8) Podemos perceber isso nos movimentos políticos no mundo inteiro. Veja só como a Direita brasileira tem facilidade de se comunicar e promover um golpe, unir-se em objetivos comuns para retirar direitos dos trabalhadores e “safar-se” das consequências dos atos de corrupção que eles mesmos escondem, embora seja amplamente divulgado na mídia alternativa. Alguém já disse que a Esquerda política é desorganizada egoísta, nunca se entende. Já a Direita se une com apenas dois  telefonemas. E os pobres, confusos, vivem entre o fogo cruzado.


Se os filhos da trevas são mais espertos que os filhos da luz, é porque os primeiros tem grande experiência no que fazem. O desafio é manter a lâmpada acesa e buscar comunicação, comunhão com quem sonha um mundo mais adequado ao sonho de Deus. Não dá para confiar nos filhos das trevas, eles se espalharam, são audaciosos e estão em todos os lugares.